Ir além dos genéricos

Eis uma pergunta extraordinária que ressoa na cabeça alheia: como escapar da moral rasteira de felicidade encontrada na cabeça daqueles que dizem ser assiduamente equilibrados?