Deleite

A quem desejamos, deixamos de falar sobre os pensamentos sólidos, achamos que, por ser tão óbvio, eles já sabem do que se trata. Não é assim. O óbvio é preciso ser dito. Muitas vezes, milhares de vezes. Eu te mereço. Não vou usar o argumento que temos várias coisas em comum e que sua beleza me devora, porque, apesar de ser verdade, é maior que isso. É um amor entendido... Desde lidar com os amigos problemáticos e familiares desacreditados, à maneira de encarar as várias realidades da vida... O jeito de falar, de pensar, de agir... São duas vidas que se sustentam. Quantas vezes me arrependo de não ter dito certas coisas em tantos momentos já vividos? Zilhões de vezes. Diga, por mais simples e evidente que seja. O óbvio é preciso ser falado. São várias as pessoas que dizem "a felicidade está nas coisas mais simples da vida" ou algo do tipo. Pois bem, é verdade. Eu te mereço e me surpreendo, mais do que me assusto, com o fato de estarmos unidos até a alma. Esta, sem saber que vive de amor à dois, se completa numa órbita fora da que vivemos. São lapsos de algo incansável, que, até hoje não sei o nome. Na verdade, isso ainda não tem nome... Sou eu, você e pronto. Eu te mereço muito, vice-versa. Façamos do óbvio o maior prazer da vida.